13 de novembro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
16/09/19 às 14h01 - Atualizado em 16/09/19 às 15h18

A Administração Regional preparou atividades educativas com funcionários e voluntários para receber os jovens portadores de deficiência do EJA Interventivo

CEF 01 do Paranoá realizou visita ao viveiro Comunitário do Lago Norte nesta quinta (12)

Os alunos se empolgaram para conhecer as diferentes espécies plantadas no viveiro.

 

Os alunos da Educação de Jovens e Adultos – EJA Interventivo – do Centro de Ensino Fundamental – CEF 01 do Paranoá realizaram na tarde desta quinta (12) uma atividade educacional diferente. Ao ar livre, os nove estudantes, monitorados por funcionários da Administração Regional e os educadores da instituição, visitaram o viveiro comunitário da cidade.

            Entre plantas e sementes, a tarde ambiental foi produtiva. “Nossa turma está desenvolvendo um trabalho de horta na escola. Acredito que esse contato com o plantio e o desenvolvimento das plantas vai ser muito importante para a realização de nosso projeto, conta Gláucia Valéria Costa, professora da rede pública de ensino há 18 anos, sendo nove destes em turmas de alunos especiais.

Entre as caminhadas pelo viveiro, com apenas 14 anos, o aluno José Paulo F. da Silva se destacava no reconhecimento de diversas plantas. “Gosto de plantas. Moro em chácara, meu avô planta muita coisa para a gente”, explicou, ao ser indagado de onde tirava tanto conhecimento.

Outro que empolgou a tarde foi Vitor Bruno S. dos Santos. Com 19 anos e portador de deficiência visual, brincava com os pássaros. Perfeito imitador de diferentes espécies, deu início à cantoria. Ao exibir seu dote, recebia a resposta vinda do alto das copas das árvores. “Vim aqui para saber um pouco de plantas também. Sei que elas são importantes”, disse.

Também acompanhou os alunos, a monitora voluntária da escola, Fernanda Costa Ferreira, que é fisioterapeuta e estudante de Educação Física. “Cheguei a pouco tempo do Rio de Janeiro. Essa experiência está sendo maravilhosa”, comentou. Para o monitor voluntário, João Bruno Vidal, a abertura do viveiro para esse tipo de visitação é muito importante. “Nosso propósito não é só produzir mudas. Temos que integrar a sociedade na questão ambiental e os alunos são importantes porque eles replicam o propósito de recuperação de áreas degradas”, defendeu.

Para o Administrador Regional, Marcelo Ferreira, que também fez questão de acompanhar os trabalhos, essa ação do órgão é muito importante para o crescimento intelectual dos estudantes. “Queremos receber muitas escolas por aqui. Me sinto bem quando vejo o interesse desses alunos na questão ambiental”, completou. 

Informações e agendamento: Administração Regional do Lago Norte

Endereço: SHIN – CA 05 – Bloco J1 –

Reserva de espaço: 3468 9456 – Whatsapp 9108 1790

Horário de funcionamento: segunda a sexta das 8h às 18h, Sábados das 9h às 12h.

 

ASCOM – RA XVIII – Jussiara Santos – Fone: 3468 9418 – Wpp 982624212- Fotos: Jussiara Santos

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros